Sábado foi dia de levantar cedo da cama e ir para a nossa segunda aula de snowboarding em Snoqualmie.
Depois das 2 tentativas frustadas no final de semana retrasado de fazer a aula por falta de botas no nosso tamanho, decidimos chegar lá num horário mais razoável (~9:00am) apesar da nossa aula só ser ao meio-dia.

Ok, desta vez deu certo! Vamos para o Magic Carpet treinar um pouco antes da aula (ou como uma colega da aula chamou a "Baby area"). Não preciso nem dizer o porquê do nome, né? Bom, só sei dizer que fiquei com medo de descer por ali de tanta criança que estava tendo aula no mesmo local.

Nesse meio tempo, encontramos o Paulo, a Natalie e o Gustavo que estavam indo lá para esquiar.

Chegada a aula, o pessoal dividiu a turma em duas partes: os que já tinham ido para o lift e os que nunca tinham ido (nosso caso!). Esta separação foi boa para não misturar demais os skills. Bem, mas uma tiazinha que estava na nossa turma não queria ir no lift e começamos a aula na baby area. Tentei colocar os dois pés presos pela primeira vez e atropelei uma mulher (não foi uma boa idéia pela falta de espaço).

Começamos a pressionar o professor para subir a montanha porque não queríamos chegar na 3a. aula sem ter subido na porcaria do lift. Até que foi mais tranquilo do que imaginava, mas óbvio que eu caí saindo do lift. E o pior, o cara não parou o lift, e as três pessoas que vinham na cadeirinha atrás da nossa caíram do meu lado.

Bom, a descida da montanha pra mim não foi nada fácil. O meu grande problema era ficar de pé (ainda é!). Fui parte do trecho me arrastando na neve e no final já cansada de tentar ficar de pé e com a bunda, os braços e os pulsos doloridos de tanto cair, resolvi descer a pé mesmo!

É foda aprender este tipo de coisa depois de velha. Não vai por ser por falta de choro e de dor que não vou aprender este esporte chamado snowboarding…

Aguardem as cenas dos próximos capítulos!

 

Anúncios