Foi um dos momentos mais tristes e difíceis desde que chegamos aqui. E não é porque estamos aqui, mas pela situação em si… Estava sem coragem de escrever sobre esse episódio. Mas agora que já fazem 2 semanas, acho que já consigo escrever…
 
Foram 10 dias com o Cookie aqui em casa. Como um bebê, um cachorrinho exige muita dedicação e muito trabalho. E o labrador ainda tem uma característica: ele não gosta de ficar preso e/ou sozinho.
Eu estava ficando deprimida, estressada e o Marcelo estava ficando completamente behind no trabalho dele!
Simplesmente era 100% do tempo passado em casa, era 100% do Cookie. Me assustei no sábado de manhã quando o Marcelo disse que levaríamos o Cookie de volta para a criadora. Depois de uma conversa séria que tivemos na sexta à noite, ele acordou no sábado decidido.
 
Mas apesar de todo esse stress, o Cookie era o cachorrinho mais lindo do mundo!
E parecia que ele estava sentindo que algo errado estava acontecendo. Depois que voltamos do trabalho voluntário, ele veio dormindo no meu colo no carro. E quando fomos levá-lo, ele foi dormindo no colo do Marcelo. Isso nunca aconteceu antes! Ele sempre ficava muito agitado no carro…
 
Quando estávamos pertinho da casa dele, ele acordou. Aí ele veio pro meu colo e começou a lamber meu rosto, pois lágrimas escorriam por ele… Realmente foi muito triste quando deixamos ele e choramos bastante.
 
Parece que depois que deixamos ele, só conseguíamos lembrar das coisas boas!
De quando ele entortava a cabeça para o lado tentando entender o que queríamos, quando chegávamos em casa e ele fazia aquela festa, da carinha muito linda, etc.
 
Resolvemos ir no cinema pra nos distraírmos. Fomos ver "Da Vinci Code", o filme que há tanto tempo esperávamos pra ver. Bom, quem olhasse pra mim, não ia entender porque eu estava chorando. O filme não tem nada pra chorar! E quem olhasse pro Marcelo, ia achar que ele odiou o filme, porque ele simplesmente dormiu de tão cansado! Foram 10 dias acordando muito cedo pra levar o Cookie pra passear às 5 horas da manhã…
 
Bom, a saudade ainda fica, mas tiramos lições dessa experiência!
1. Não é tão fácil ter um cachorrinho. Não é só ter e pronto! Você precisa de estrutura (ainda mais aqui que tem um inverno super rigoroso com neve e tudo mais), tempo e estar disposto a mudar seu estilo de vida.
2. É possível ter um cachorrinho. Antes, cachorro e eu na mesma casa era impossível! E é incrível como você se apega em tão pouco tempo.
 
Não descartamos a possibilidade de ter um cachorro novamente, mas foi uma questão de timing. Não era a hora certa para isso! Talvez daqui há alguns anos, quem sabe a gente tenta novamente?
 
Anúncios